segunda-feira, 21 de março de 2016


As Crianças






E UMA mulher 
que trazia um menino ao colo 
disse: 
- Fala-nos das Crianças. 

E ele respondeu: 

- Os vossos filhos 
não são vossos filhos: 
são filhos e filhas 
do chamamento da própria Vida. 

Vêm por vosso meio 
mas não de vós; 
e apesar de estarem convosco, 
não vos pertencem. 

Podeis dar-lhes o vosso amor; 
mas não os vossos pensamentos: 
porque eIes têm pensamentos próprios. 

Podeis acolher os seus corpos; 
mas não as suas aImas: 
porque as suas aImas 
habitam a casa de amanhã 
que não podeis visitar, 
nem sequer em sonhos. 

Podeis esforçar-vos por ser como eles; 
mas não tenteis fazê-los como vós. 
Porque a vida não vai para trás, 
nem se detêm com o ontem. 

Sois os arcos, e os vossos filhos 
as setas vivas projectadas. 

O Arqueiro vê o alvo no caminho do infinito, 
e reteza-vos com o seu poder 
para que as setas 
possam voar depressa para longe. 

Que a vossa tensão na mão do Arqueiro 
seja de alegria. 

Porque assim coma Ele gosta 
da seta que voa, 
também gosta do arco que fica. 


de Khalil Gibran 
in “O Profeta” 


No catálogo da Biblioteca:
GIBRAN, Khalil - O profeta. 6ª ed. Braga : Editorial A.O., 1994. 131, [4] p.

Sem comentários: