domingo, 3 de julho de 2011


O clube dos livros mortos


Fonte : Sara Barbour Los Angeles Times, 17-06-2011

Gostamos de coleccionar opiniões como quem colecciona livros. Escolhemos o título do post a partir do título do artigo aqui mencionado.
Sara Barbour, neste caso, fala-nos da sua indiferença total em relação ao Kindle e avança com argumentos. A ideia que passa é o lado afectivo que nos liga aos livros; são testemunhos de vida, têm histórias para além das história dentro. Não é por falarmos com os amigos por chat que prescindimos para sempre da sua presença física, também há livros dos quais não prescindimos e nos acompanham pela vida fora.
A autora acredita que todas as nossas relações construídas baseadas em livros vão deixar de existir quando estes desaparecerem.


Texto integral AQUI.

Sem comentários: