segunda-feira, 20 de junho de 2011


Geração T

São indivíduos que sabem de tudo, mas não avaliam nada. Limitam-se a contar ou a descrever o que sabem ou o que viram, sem lhes acrescentar análise ou crítica. Sem profundidade.

A Geração T encontra dificuldade em se destacar na profissão que exerce, no trabalho que desenvolve. Não é propriamente a marca das novas gerações. Encontramos pessoas assim em todas as idades. Mas, nos jovens, torna-se nítido quando acedem à informação na Internet e se limitam a perder tempo com o processo e pouco com os conteúdos.

Para o nativo digital, nada no computador e na Internet lhe merece dúvida ou mistério. Mas ficaremos descansados? Podemos ser ignorantes vivendo dentro de uma biblioteca, tal como podemos não saber usar a informação no universo digital. O acesso à informação não é o mesmo que conhecer ou dominar essa mesma informação.
Os adultos devem ser os naturais mediadores destas questões. Estarmos atentos para prevenir.


No texto pode ler-se:
«Entre os indivíduos que fazem parte das famosas gerações X e Y, foi identificado um comportamento que classifica uma parcela deles em uma nova modalidade, a Geração T. Apesar de não limitar a uma faixa de idade, a geração T é formada principalmente por jovens que sabem de absolutamente tudo que está acontecendo no mundo, mas não são capazes de analisar, comparar ou emitir qualquer opinião a respeito de nenhum assunto.» [exc.]

Ler texto integral AQUI.


Nota: não cedemos à tentação de colocar aqui uma imagem pouco lisonjeadora para um animais tão simpáticos como são os burrinhos. Assim, vai um post sem imagem.

Sem comentários: