segunda-feira, 21 de março de 2011


Um pouco de nada...Um tanto de tudo


Porque tudo se resume à Linguagem Universal! Isso não é mais do que a Natureza... É a força de um gesto, a beleza de um olhar; é saber interpretar um sopro ou um pedaço de verde no meio do cinzento. O difícil não é atingir a sabedoria, é perceber a Linguagem Universal. Toda a gente vive numa procura constante pela sabedoria: querem mais lucros nas empresas, melhores notas na escola, comida na mesa. Para isso roubam, enganam e copiam. Querem mais tecnologia para os mortos que neste mundo vivem; querem mais fama por ajudarem; mais dinheiro para a sua beleza.

Mas a verdadeira Sabedoria consiste em perceber um olhar; aprender a diferença entre uma simples multidão à nossa volta e uma extraordinária confusão numa viagem pelos sonhos; a verdadeira Sabedoria importa-se mais com a beleza de uma forte trovoada, mais do que com um invernoso dia de sol trancado no trabalho... A Linguagem Universal é para todos mas apenas alguns a compreendem. Um exemplo? Todos falam com o seu animal de estimação, mas apenas alguns os compreendem!

Posso falar até, de algo mais concreto. Uma caneca por exemplo. Uma caneca suja de leite com chocolate. Uma simples caneca. Olhem para aquilo: não é nada! Mas é tanto nos meus estúpidos olhos. Mexo nela e vejo ainda mais, mais de tudo. Vejo uma pega para me ajudar. Vejo o sujo onde a boca tocou. Vejo no fundo leite já seco, preso ao fundo. Como as lembranças, que ficam sempre bem juntas a nós mesmo que menos vezes nos despertem a atenção para aqueles momentos tão bons que já vivemos. Mas não paro de pensar naqueles lábios colados naquela típica zona que todos os destros tocam. É a marca de uns lábios que já leram muito e falaram ainda mais...

Aquela caneca é vida, tal como o cinzeiro ao lado. Muitos lábios nas beatas, muitas cinzas, muitas vidas estragadas, muitas vidas vividas!

do Pedro Soares - 11º B

Nota: Este texto foi publicado com autorização do Pedro Soares. Não é permitida a reprodução sem a autorização do seu legítimo autor.


2 comentários:

PedroSoares℗ disse...

"Um pouco de nada... Um tanto de tudo" Foi o titulo que lhe dei professora :D mas gostei. Um blog muito bom e uma secçao excelente. Tem textos realmente lindos, sentidos.

BE_ARROIO disse...

Olá Pedro,

Ainda bem que gostas. Às vezes os alunos nem se apercebem que conseguem escrever tão bem. É só criar-lhes a oportunidade.
Vou mudar o título.
Abraço.

Julieta Silva