segunda-feira, 29 de junho de 2009


Forum RBE

Hospede inúmeras fotos no slide.com GRÁTIS!
imagem:Angelina Pereira

A Rede das Bibliotecas Escolares está de parabéns!
O Forum RBE realizado a 26 de Junho na pavilhão da FIL, Parque das Nações, foi a celebração do culminar de um processo lento, mas imparável, num trabalho articulado entre a equipa da RBE com os ministérios da educação dos sucessivos governos. Esta equipa, liderada pela Dra. Teresa Calçada, tem trabalhado desde 1996 num projecto que era o de dotar cada escola com uma biblioteca. Na sua alocução, na sessão de apresentação, o Dr. Marçal Grilo, presente na qualidade de administrador da Fundação C Gulbenkian – PNL, atribui três razões para o sucesso do programa RBE: uma forte liderança desde o início, a continuidade das políticas na valorização das bibliotecas e da leitura e o apoio incondicional dos professores, quer na equipa quer no terreno. Para este antigo ministro da educação, o livro é “um instrumento imbatível”, a leitura é o “único meio eficaz na superação das lacunas culturais e de outros problemas resultantes da baixa condição socioeconómica das pessoas”.
Para a Dra. Elsa Conde, especialista em Ciências da Comunicação e Gestão da Informação, participante na mesa redonda, a primeira missão da biblioteca é responder ao projecto curricular da escola; a biblioteca já não constitui apenas o centro de recursos educativos , mas “ um centro de aprendizagem, em que construir conhecimento leva a produzir nova informação e a nova informação leva à transformação da informação em novo conhecimento”. Neste novo conceito de biblioteca, a biblioteca do futuro, torna-se imprescindível falar das novas tecnologias quando se fala de informação. Os professores e os responsáveis das bibliotecas devem ensinar os alunos a fazer o uso crítico da informação, torná-los proficientes, ajudá-los a construir conteúdos na net. Faz sentido, portanto, falarmos de “e-literacias, e-comunicação, e-aprendizagem, e-tecnologias”. JS

Outras ligações associadas:
Imagens em slideshow. AQUI.
blogue Bibliotecar.

Sem comentários: