quinta-feira, 28 de julho de 2016


As árvores conversam entre si



As árvores conseguem comunicar umas com as outras, mesmo a grandes distâncias? A investigadora Susanne Simard diz-nos que sim.

ver também Plants Communicate /internet of fungus (pdf) AQUI.

domingo, 24 de julho de 2016


Amelia Earhart (1897-1937)


24 de julho de 1897, data do nascimento de Amelia Earhart, primeira mulher piloto a atravessar sozinha o Oceano Atlântico. Autora e defensora dos Direitos das Mulheres, foi a primeira mulher a receber The Distinguished Flying Cross.

quarta-feira, 20 de julho de 2016


Novo Harry Potter na livraria Lello



Fotografia :Pedro Granadeiro / Global Imagens


A livraria Lello, no Porto, foi o local escolhido para a apresentação do novo livro de Harry Potter. A apresentação mundial de Harry Potter and the Cursed Child – Part I e II acontece no dia 31 de julho. Assim que tocarem as doze badaladas será, igualmente, dia do aniversário da autora J. K. Rowlling e, por isso, a Lello abrirá, excecionalmente, à meia-noite de 30 para 31 de julho para que os fãs possam comprar em primeira mão o novo exemplar. 

Ler + aqui.

Outra notícia relacionada aqui.

domingo, 17 de julho de 2016


Imprensa Guttenberg por Stephen Fry




Stephen Fry, na sua série " A Mente Medieval" da BBC, afirma que a invenção da imprensa é um dos pilares da nossa civilização. Esta forma de difusão das ideias na Europa, no tempo de Guttenberg, parece só ser comparável ao impacto da internet por todo o mundo no fim do séc. XX.

Via Open Culture


terça-feira, 12 de julho de 2016


Programas de formação sobre liderança para bibliotecários





Cultivating Global Library Leadership: A Review of Leadership Training Programs for Librarians Worldwide. [e-Book] San Francisco, CA, Arabella, 2015.
O papel das bibliotecas e dos bibliotecários mudou dramaticamente com a chegada das novas tecnologias e o maior acesso à informação digital. As bibliotecas converteram-se em lugares centrais para a aprendizagem e a inovação nas suas comunidades; por isso existe uma necessidade de reforçar a liderança para abordar adequadamente o risco e a inovação que implica gerir adequadamente a mudança que está a acontecer nestas instituições. As investigações realizadas pela “Arabella Asesores” identifica 30 programas de liderança em todo o mundo que em conjunto estão a ter um papel fundamental na formação de mais de 6.000 líderes de bibliotecas. A investigação mostra que o acesso à formação em liderança é limitada, especialmente nas regiões menos desenvolvidas economicamente, que existe uma variação significativa na estrutura de programas e conteúdos, e que os programas e os participantes não estão bem ligados, o que limita as oportunidades para aprender uns com os outros. As recomendações incluem o aumento do acesso às oportunidades de formação virtual, identificar modelos de êxito à escala, e o aumento da formação na promoção da biblioteca e a medição do impacto.


Ler o documento em pdf AQUI.

Fonte: Universo Abierto

via Tic, Educação e Web

quarta-feira, 6 de julho de 2016


Frida Kahlo faria hoje 109 anos



Twitter: @LilianPacce

Frida Kahlo, 6 de julho 1907- 13 de julho 1954

Mais sobre Frida Kahlo no twitter #FridaKahlo

domingo, 3 de julho de 2016


Munch: o cigarro na pintura





Via Edvard Munch: what a cigarrette means

Munch, pintor norueguês,  foi precursor do expressionismo alemão, e considerado um pintor decadente.
O cigarro na pintura era na época de Munch um símbolo asociado à neurastenia, à boémia, ao alcool e à degradação moral. Uma divisão ténue entre arte e doença. A arte sofrerá com essa ligação ou contaminação. O nome de "arte degenerada" não foi dado por acaso.  Mas Munch via no cigarro um símbolo de mudança e de alteração da mentalidade burguesa, a qual era preciso combater.

Este vídeo sobre Munch e as críticas dos seus contemporâneos ajudam a explicar essa relação.

quinta-feira, 30 de junho de 2016


Mapa Literário de Dublin



     via
      Casa del Libro‏     Twitter @casadellibro

Dublin, o coração da Irlanda, não é só a cidade de  Ulisses. Para além de James Joyce, as ruas, os teatros e os bares serviram de refúgio e de inspiração para poemas, obras de teatro e libros de outros aclamados autores. Alguns irlandeses, como Samuel Beckett,George Bernard Shaw, William Butler YeatsBrendan Behan ou Oscar Wilde. Otros como Ruyard Kipling ou Graham Greene, caíram na magia de Dublin.

Ler MAIS em Érase una vez