segunda-feira, 20 de novembro de 2017



Dia Universal dos Direitos da Criança



Margarida David Cardoso | Público

Via Blogue.rbe.mec.pt

"São muito poucos os momentos em que podemos ter uma opinião"

E se as decisões tomadas sobre crianças e jovens envolvessem de facto crianças e jovens? Há espaços para que sejam ouvidos? O PÚBLICO foi perguntar-lhes. Hoje é Dia Universal dos Direitos da Criança.

As aulas do ensino secundário de Patrícia começam nesta segunda-feira às 8h, como acontece todos os dias. Daniela e Nuno também estão por essa hora a chegar à escola primária. Catarina irá a caminho da faculdade. Por essa altura, um outro grupo de crianças e jovens que trabalham com a Unicef, o Fundo das Nações Unidas para a Infância, estará a preparar-se para “tomar as rédeas” do Ministério da Educação.

Ler Mais aqui.

quinta-feira, 16 de novembro de 2017


Eisenstein - Greve (1924)

sala 301 - turmas 11º e 12º anos

Eisenstein-Strike
Mais de sessenta alunos participaram, no dia 15 de novembro, na sala 301, na projeção do filme Greve (1924), de Sergei Eisenstein, a primeira longa-metragem do realizador. Além dos alunos e ex-alunos que compareceram a título individual, estiveram presentes as turmas Q (11º ano), O e Q (12º ano), acompanhadas pelos Professores Fernando Mouro, João Ribeiro e Susana Madeira.
Nesta sessão, que assinalou a rentrée do Cineclube, todos os presentes puderam ainda experienciar as novas condições de som da sala, asseguradas pelo Professor José Leitão, e a nova tela de projeção de maiores dimensões, resultado da dedicação e engenho dos Professores Carlos Martins e Delfim Ramos, bem como do diretor de som e amigo do Cineclube, Júlio Pereira, que ofereceu o material da tela e se disponibilizou para o colocar/fixar.
+ informações aqui.

terça-feira, 14 de novembro de 2017


Cineclube_Novembro 2017



O Cineclube Edgar Sardinha convida a comunidade escolar a participar nas sessões programadas para a segunda quinzena de novembro.
Para assinalar a rentrée, a escolha recaiu em Paulo Rocha, Mestre do Cinema Novo português, cuja Obra aprofunda e problematiza os três eixos de trabalho deste Cineclube: a História do Cinema, o Cinema Contemporâneo e o Cinema Português.
Deste modo, nos dias 22 e 27 de novembro, às 16h15, serão projetados os imperdíveis Os Verdes Anos (1963) e Mudar de Vida (1966), marcos de simultânea tradição e irreverência, obras-primas que marcam um momento de viragem na nossa cinematografia.
Entretanto, no âmbito do Centenário da Revolução Russa de 1917, será projetado já no próximo dia 15 de novembro, às 8h45, Greve, de Sergei Eisenstein, a primeira longa-metragem do realizador.

sexta-feira, 3 de novembro de 2017


«O Olhar e a Alma» de Cristina Carvalho


«Baseado na vida de Amedeo Modigliani, o mítico pintor italiano cuja obra é considerada uma das mais importantes do século XX [...]; Cristina Carvalho regressa ao terreno da ficção biográfica com um romance que põe em cena o pintor, contando-nos ele próprio a sua vida sempre difícil, muitas vezes miserável, conduzida pela paixão à arte, amparada por mulheres apaixonadas e alguns raros homens que lhe reconheceram o talento.

Da luta contra a doença desde a infância à luta pelo reconhecimento numa Paris onde o génio borbulhava em todo o tipo de manifestações e a concorrência era muitas vezes impiedosa, mas onde a generosidade e a solidariedade encontravam também terreno fértil, Modi será sempre um príncipe exilado, por quem as mulheres se apaixonam sem apelo, por quem Picasso nutrirá uma antipatia feroz, em quem Amadeo de Souza Cardoso verá o génio artístico que muitos outros se recusam a ver, oferecendo-lhe amizade e exposição no seu atelier.

Cristina Carvalho reconstitui mais uma vida extraordinária, marcada pela paixão e pelo génio, numa obra que segue o percurso da sua vida, da sua arte e das mulheres – sempre as mulheres – que o amaram.

Um olhar perspicaz e intenso, que acompanha a escrita de uma narradora poderosa e, também ela, apaixonada pelo extraordinário da vida.

A história do par Modigliani/Jeanne Hébuterne -que se atirou da janela, grávida de 9 meses do 2.º filho de ambos, um dia depois da morte do artista – pertence à galeria dos grandes amores trágicos da História.

Alguém comparou a mulher que se viu voar naquela manhã da janela de um quinto andar de Paris a um anjo. Mas não era um anjo, era Jeanne: Jeanne Hébuterne, a menina-viúva, grávida de nove meses, de um dos artistas mais desprezados em vida e mitificados na morte que o século XX viu surgir – Amedeo Modigliani.  

Diz-se que no funeral de Modigliani, para além de artistas, amigos e população dos bairros boémios de Paris, abundavam os marchands, fazendo ofertas pelas obras que o pintor, que dependera da bondade de amigos para a sobrevivência básica, nunca conseguira vender. Tinha 35 anos e estava gasto. 

Numa narrativa a duas vozes em que narradora e personagem alternam e complementam pontos de vista e onde irrompem algumas outras vozes de mulheres – apenas mulheres – das mais fortes que o amaram, Modigliani, o Olhar e a Alma ficará como uma composição literária que observa uma vida em busca das cores e do espírito que a moveram, da tragédia e do génio, da escuridão e da luz.»
clique na imagem para aceder à entrevista de Cristina Carvalho

Cristina Carvalho 
«O olhar e a alma: romance de Modigliani»
Lisboa: Planeta, 2015
9789896576585

Um livro muito interessante que pode (e deve) ser usado pedagogicamente
para promover o gosto pela leitura e pelas artes!


Cristina Carvalho é autora de
«Nocturno - o romance de Chopin"» (2009),
«A Casa das Auroras» (2011)
e «Marginal» (2013),
entre outros livros, num percurso literário com três décadas.


LEITURAS | CRISTINA CARVALHO

terça-feira, 31 de outubro de 2017


Cartas de Amor



imagem: curso de cerâmica

A área da cerâmica convida toda a comunidade escolar a escrever uma carta de amor.
SIM! O Álvaro de Campos tinha razão…
Todas as cartas de amor são ridículas.
Não seriam cartas de amor
se não fossem ridículas.
Mas acrescentou…
As cartas de amor, se há amor,
Têm de ser
Ridículas.
SIM! Por isso, entrega-te ao prazer da escrita e deixa-te levar pela emoção…
Escreve uma Carta de Amor.
É só começar…
Tu já não és só minha amante, a mulher a quem dei para sempre o meu coração: és mais que isso, és realmente a esposa da minha alma, aquela a quem tenho consagrado a minha existência, e para quem somente vivo.
(Garrett à Viscondessa da Luz; século XIX)
Depois, terminar:
… Adeus, minha querida bem-amada; quase vos quero mal por serdes demasiado encantadora. Sabei então que quando levo comigo o perfume dos vossos braços e dos vossos cabelos, levo também o desejo de a eles voltar. E, assim sendo, trata-se de uma obsessão insuportável!(Baudelaire a Madame Sabatier; século XIX)
Enviá-la.
E… Esperar que seja lida.

terça-feira, 24 de outubro de 2017

sexta-feira, 20 de outubro de 2017


Três Formas de Pensamento /Modes of thinking



Desenho: Sylvia Duckworth

via Teach Thought

Estas formas de pensamento devem ser exercitadas durante a aprendizagem. Para os educadores, o artigo pode ser interessante, porque os ajuda a perceber quão diferentes podem ser os alunos e qual a melhor forma de eles conseguirem sucesso, ou ajudá-los a fazer boas escolhas e a pensar bem.

Pensamento Divergente - usa a imaginação
Pensamento Convergente - usa a lógica
Pensamento lateral - pensa "fora da caixa", usa as duas formas anteriores de pensamento.

O texto completo pode ser lido AQUI.


Ver  também 12 rules of great teaching


Presente-Futuro : A Urgência da Leitura





A leitura é um direito humano, condição indispensável de liberdade e de igualdade. O domínio competente da leitura suscita o conhecimento, enriquece o desempenho individual e coletivo e promove o desenvolvimento económico, social e cultural do país, constituindo-se como um desígnio nacional.

[...]

A Conferência PNL 2027, Presente-Futuro, a Urgência da Leitura, propõe-se debater os conceitos e fundamentos que devem suportar políticas de leitura e escrita favoráveis às múltiplas literacias que a atualidade exige, apontar novas vias de evolução – em conformidade com a experiência e o saber científico acumulados a nível nacional e internacional – e inspirar novas ações criativas e inovadoras.

ver imagem e texto completo AQUI.

terça-feira, 17 de outubro de 2017

quinta-feira, 12 de outubro de 2017


O corte natural - Linogravuras de Fraga Santos




“O corte natural – Linogravuras de Fraga Santos inspiradas em Karl Blossfeldt” é fruto da combinação das técnicas da fotografia e da linogravura. Do substrato fotográfico da obra de Karl Blossfeldt (1865-1932), escultor, fotógrafo e professor alemão, nasceram as linogravuras produzidas pelo jovem artista Fraga Santos.
A Escola Artística António Arroio tem o prazer de convidar toda a comunidade escolar a visitar esta exposição, que se inaugura no dia 13 de outubro, pelas 18h.

Fonte: página da escola António Arroio